O que é gestão estratégica? Entenda da teoria à prática

Vendas pela internet: como criar a melhor estratégia de promoção para o seu negócio
Vendas pela internet: como criar a melhor estratégia de promoção para o seu negócio
29 de agosto de 2018
Quais são os benefícios do MEI e do profissional autônomo?
6 de setembro de 2018

Definir metas a alcançar, fazer com que todos os setores atuem de forma coesa e otimizar os processos em toda a estrutura organizacional para que esses objetivos sejam alcançados: lendo assim, parece tão fácil e tão óbvio que pensamos não haver nenhuma empresa que não atue seguindo esses preceitos, não é verdade? Na prática, porém, não é bem assim.

Estamos falando de companhias que praticam a gestão estratégica. E por mais clareza que tenhamos de que esse é o caminho mais direto para o sucesso de qualquer negócio, vemos que muitos ainda estão longe de fazer dessa forma. E você, afinal, sabe o que é gestão estratégica? Tem ideia das vantagens que ela traz em relação à concorrência?

No post de hoje, trazemos um conceito definitivo para o termo, esclarecemos as principais dúvidas sobre o assunto e ainda damos algumas dicas para você tirar a gestão estratégica do papel na sua empresa. Faça uma boa leitura, converse com sua equipe e comece essa mudança agora mesmo!

 

Entenda o conceito de gestão estratégica

A gestão estratégica nada mais é que uma forma de gerenciar a empresa otimizando todos os seus processos para que se tornem mais eficazes e coesos com os objetivos da organização. Por meio dela, é possível fazer com que os setores foquem na execução do planejamento estratégico para que suas metas sejam atingidas com êxito.

Feita dessa maneira, a administração pode ser aplicada tanto em grandes negócios quanto em pequenas ou médias empresas, ajudando a alavancar seu crescimento e sua competitividade.

As melhores práticas de gestão estratégica levam em conta informações sobre a concorrência e outros aspectos importantes, como recursos financeiros e humanos, ameaças e oportunidades. Elas envolvem, ainda, a definição das metas da organização, avaliação de estratégias a serem seguidas e acompanhamento contínuo dos resultados.

 

Gestão estratégica x planejamento estratégico

Muitas pessoas podem confundir essas 2 ferramentas, mas atenção: por mais que devam caminhar lado a lado, elas são diferentes. No planejamento estratégico, a empresa define as ideias e o plano de ação para alcançar seus objetivos. Já a gestão estratégica administra a implantação do que foi planejado e a análise dos resultados.

 

Conheça as vantagens competitivas que ela traz

A verdade é que a gestão estratégica pode ser feita com simplicidade, ainda assim trazendo resultados importantes para a empresa que opta por adotar esse estilo de administração. Entre as vantagens que ela traz está a otimização dos processos nos diferentes setores da organização, o que se traduz em melhor uso dos recursos financeiros e até do tempo, além de aumento da produtividade.

Esse modelo cria uma unidade entre as áreas, melhorando inclusive a comunicação entre os funcionários, que passam a se sentir mais como parte do negócio. A partir da aplicação da gestão estratégica, o administrador é capaz de reconhecer que setores são mais importantes, facilitando a tomada de decisões.

Como a todo o momento a empresa estará analisando seus dados e comparando seu desempenho, as ações podem ser baseadas nas áreas prioritárias, a depender do momento. Isso sem falar que a gestão estratégica permite que se faça um diagnóstico completo, apontando onde estão os erros e o que deve ser feito para corrigir a rota.

 

Elabore um plano básico

São diversas as medidas que devem ser adotadas quando o administrador decide fazer a gestão estratégica da sua empresa. Um plano básico para alcançar esse patamar inclui levantamento e análise SWOT, ciclos PDCA, definição de metas e acompanhamento contínuo das métricas. Conheça o trio mais poderoso para você elaborar seu plano!

 

1. Faça a análise SWOT

Essa deve ser a primeira ação realizada por você e por sua equipe na busca por uma gestão estratégica da empresa. Comece analisando a situação da organização para fazer um mapeamento tanto interno quanto externo dos seus pontos fortes e de suas fraquezas, identificando ameaças e oportunidades.

Essa avaliação deve ser feita, de preferência, com o envolvimento de todos os setores. Afinal, as forças e fraquezas levantadas têm relação com as atividades, os processos e as tarefas que levam ao produto final do negócio.

 

2. Defina suas metas

Nesse ponto, o processo de gestão estratégica deve estabelecer quais são as metas a serem alcançadas e como será a execução das ações para que a empresa consiga atingi-las. É hora da elaboração do seu plano de ação, que deve ter, basicamente:

  • o objetivo a ser alcançado;
  • as atividades que serão executadas;
  • o orçamento usado em cada etapa;
  • os nomes dos responsáveis por cada ação;
  • os riscos do processo e um plano de gestão de crises;
  • o cronograma de ações.

 

3. Use os ciclos PDCA

Do inglês plandocheck act, temos planejar, fazer, verificar e agir. Essas são as palavras-chave que traduzem tanto o significado da sigla PDCA quanto os pilares da própria gestão estratégica. A ferramenta permite a organização de todos os processos, desde a ideia até a execução, com o objetivo de promover melhoria contínua. Entenda suas fases:

  • planejar: definição dos objetivos de cada processo, identificando problemas, estabelecendo metas, analisando o processo e criando um plano de ação;
  • fazer: execução do plano elaborado, realizando os treinamentos necessários, implantando o plano de ação e coletando dados para análise dos resultados;
  • checar: uso de ferramentas próprias para a coleta e a análise de dados, a fim de verificar se os processos implantados cumprem com o planejado;
  • agir: avaliação dos resultados da etapa anterior para observar se houve falhas no processo ou no plano de ação e se os objetivos foram alcançados.

 

Descubra o papel do líder na gestão estratégica

Decisivo para que a gestão estratégica seja praticada em sua empresa é o papel de liderança administrativa. O gestor deve ter em mãos as armas necessárias para dar motivação à equipe, bem como uma boa capacidade de organização e monitoramento, além de domínio da arte de gerenciar pessoas.

O líder desse processo deve ter compreensão ampla dos objetivos e do planejamento das ações propostas, além de conhecer toda a estrutura da organização e ser capaz de analisar constantemente as mudanças na rota, quando necessárias.

É essa figura quem vai coordenar a execução de todas as ações, fazer com que os prazos sejam cumpridos, garantir o batimento das metas e propor ajustes, caso surjam falhas nos procedimentos. A equipe deve se sentir amparada por essa liderança, sempre por meio de feedbacks construtivos ao longo do trabalho.

 

Com todas essas informações, deu para perceber que qualquer empresa, independentemente do porte ou da área de atuação, sobreviverá melhor às oscilações do mercado de trabalho se adotar a gestão estratégica como prática de administração corporativa, certo?

Por fim, aproveite para conhecer mais sobre o assunto, assistindo aos vídeos gratuitos que o Serasa Empreendedor oferece no Serasa Educa. Cadastre-se já gratuitamente https://www.serasaempreendedor.com.br/!

 

Serasa Empreendedor

Escrito Por

Serasa Empreendedor

O Serasa Empreendedor é o parceiro de todo MEI e ME, com acesso à crédito, score empreendedor e muito mais para o sucesso do seu negócio. Saiba mais: http://bit.ly/2MYu9An

Anterior
Próximo
Deixe seu Comentário
Blog
Conheça nossos Produtos

Faça uma busca

Navegue pelas categorias