Gestão de Recursos Humanos: como aplicar na pequena empresa

Como fazer a expansão do seu negócio: um passo a passo
12 de setembro de 2018
6 dicas de como melhorar as vendas da sua loja virtual
17 de setembro de 2018

Na época em que você dependia de um emprego fixo, provavelmente o maior temor do dia era ser convidado para uma “reunião rápida no RH”. Agora que você é o responsável pelos Recursos Humanos do seu próprio negócio, você também é o próprio RH. Assim, cabe a você definir quem será contratado, como fazer para contratar, também será a sua missão manter seus funcionários motivados e, claro cumprindo metas. Agora, você vai aprender um pouco sobre gestão de recursos humanos!

 

Aplicando gestão de Recursos Humanos na pequena empresa

  1. Recrutamento e seleção on-line

Uma das missões mais difíceis para um pequeno empreendedor é saber qual é a melhor maneira para fazer recrutamento e seleção. O recrutamento é o momento de divulgar a vaga e atrair os candidatos para que, depois, se faça a seleção daquele que se adeque melhor às necessidades do seu negócio.

 

-> Confira as dicas do Terra Empresas para uma pequena empresa obter sucesso.

 

É comum que dezenas, centenas ou até milhares de currículos sejam enviados para qualquer tipo de vaga aberta. Por isso, foi preciso encontrar uma maneira de facilitar o processo de triagem e seleção. Foi nesse momento que a internet surgiu como uma tecnologia de apoio que, atualmente, é quase indispensável.

O recrutamento on-line é a modalidade de seleção que acontece integralmente pela internet por meio de páginas especializadas no serviço. A empresa vai receber os currículos, selecionar de acordo com as exigências que você determinar para a vaga e é possível até que testes sejam aplicados na plataforma. Você terá apenas que escolher o melhor entre as opções que terá em mãos.

 

O processo todo acontece de maneira virtual, com acompanhamento via e-mail e feedback automático para os concorrentes à vaga. Dessa forma, ganha-se tempo para focar sua energia nos processos que realmente exigem que você esteja 100% dedicado.

O LinkedIn, a maior rede social voltada para assuntos de carreira do mundo, tem sido uma alternativa bastante usada no recrutamento de novas pessoas. Ele pode ser feito por meio da própria ferramenta da plataforma ou usando a busca da rede por meio de palavras que tragam as características que você está procurando. Independentemente do formato escolhido, vale a pena conferir as dicas do LinkedIn para seleção de talentos.

 

-> Confira 6 livros para te ajudar na gestão da pequena empresa.

 

2. Contratando as pessoas certas: experiência ou potencial?

Sem necessidade de descartar a imensa quantidade de currículos que não se adequam às suas expectativas, você terá mais tempo para escolher, de fato, as pessoas que estarão com você no dia a dia do seu negócio. E é muito provável que surja a dúvida: será que eu escolho um profissional experiente ou com potencial?

Um ponto a ser levado em consideração é a urgência da vaga. Se a oportunidade for para funções mais básicas e menos relevantes para a tomada de decisão, é possível que você escolha alguém com potencial para crescer ao seu lado.

 

Com tempo para trabalhar com esse novo funcionário, é possível que ele se torne seu braço direito. O prazo para desenvolver um funcionário em seu negócio costuma ser de seis meses a um ano, então é bom saber se há esse tempo disponível.

Por outro lado, se for preciso contratar alguém para ser seu braço direito de imediato, é melhor pensar em um funcionário que já tenha vivência profissional mais longa. Essa contratação, por outro lado, será mais cara.

Utilizar um sistema de recrutamento e seleção on-line possibilita que você invista tempo na seleção das pessoas que têm a cara do seu negócio. (Foto: iStock)

 

3. Como se comunicar com funcionários para mantê-los motivados?

Uma das grandes dificuldades nas empresas é manter um bom fluxo de comunicação interna – realidade que vale para o seu pequeno negócio ou para corporações com milhares de funcionários. Isso implica em ter bons fluxos de trabalho, clareza nas informações ou prazos e, claro, manter um bom clima entre todos os envolvidos nas atividades do seu negócio. O resultado é uma equipe sempre motivada.

Para isso, entretanto, será preciso que você se dedique o tempo todo aos processos que acontecem em seu negócio. O primeiro passo para manter sua equipe ou funcionário motivado é ouvir o que eles têm a dizer. Valorize ideias e sugestões.

 

Outro ponto determinante é passar informações claras. Se você quer que o negócio cresça, não deixe dúvidas quanto às metas, defina objetivos atingíveis, estabeleça maneiras de acompanhar o andamento e deixe claro qual é a relevância daquele processo para os resultados da empresa.

É fundamental que a(s) pessoa(s) que trabalha(m) em seu negócio tenha em mãos as ferramentas necessárias para a execução do trabalho pedido. É possível que a ferramenta seja algum método ou técnica, e você mesmo pode ser o encarregado de passar esse conhecimento para frente.

 

No caso de ser um equipamento ou tecnologia, não deixe de fornecer o que é pedido. As sugestões dos funcionários têm como objetivo a melhoria da produtividade e, caso você não dê ouvidos, é possível que a equipe não se sinta relevante.

 

4. Acompanhando resultados

Acompanhar resultados é uma tarefa determinante para o rumo de qualquer negócio. Um bom líder, gestor e empreendedor é aquele que tem capacidade de fazer a leitura de como anda a produtividade no seu empreendimento. E agora você vai receber algumas dicas de como fazer isso.

O primeiro passo é estabelecer uma frequência para a avaliação de desempenho. Assim, sua rotina terá sempre um espaço reservado em algum momento do mês para olhar para os processos e entregas, analisar os resultados e passar um feedback.

 

Outra dica importante é estabelecer uma maneira de se medir a evolução do trabalho. É possível que você divida um projeto ou meta em etapas, facilitando o acompanhamento do tempo que é necessário para as entregas. Com o tempo, você terá em mente qual o tempo médio de execução de uma tarefa e, assim, será possível saber se tudo está dentro do esperado.

Se houver muitas etapas, processos e demandas, é possível que você utilize uma ferramenta de gestão de rotina. Será possível delimitar atividades por projetos e clientes, listando atividades e prazos para cada um deles. E o melhor: você vai acompanhar o andamento da conclusão das atividades via e-mail, com notificações automáticas conforme as atividades vão sendo concluídas.

 

Mas como eu coloco tudo isso em prática?

Pode ser que a sua pequena empresa ainda não esteja no momento do desenvolvimento em que um departamento inteiro de Recursos Humanos seja necessário. Entretanto, tendo conhecimento sobre essas práticas de gestão de RH é possível que você aplique algumas dessas medidas já no ambiente do seu pequeno negócio, elevando a eficiência de suas entregas e, assim, obtendo resultados melhores.

 

Você já experimentou colocar alguma das estratégias de gestão de recursos humanos em prática? Conta pra gente nos comentários como foi.

 

Terra Empresas

Escrito Por

Terra Empresas

O Terra Empresas traz soluções completas para você realizar negócios com os melhores produtos e serviços digitais

Anterior
Próximo
Deixe seu Comentário
Blog
Conheça nossos Produtos

Faça uma busca

Navegue pelas categorias